Notícias

GOVERNO ARTICULA SAFRA DO ATUM COM PARCEIROS

A safra do Atum na Região Autónoma dos Açores é uma operação chave para a economia Regional, que envolve diversos setores de atividade, exigindo por isso uma grande coordenação de todos.

Os constrangimentos provocados pela falta de disponibilidade de congelação e armazenamento de tunídeos na Região, têm obrigado a um acompanhamento semanal da Secretaria Regional do Mar e das Pescas, através da Direção Regional das Pescas, da Federação das Pescas dos Açores, APASA e Lotaçor.

Atualmente, apenas os entrepostos de Ponta Delgada e da Madalena do Pico estão operacionais, com a taxa de ocupação do entreposto de Ponta Delgada a atingir os 85% e a da Madalena os 7%, o que, em conjunto com as quantidades desembarcadas de Atum Bonito nos últimos dias, levou a que se tomassem medidas com caráter extraordinário.

Com a concordância dos parceiros, determinou-se que o desembarque de atum deve ser realizado na Madalena do Pico até um máximo de 40 toneladas por um período de quatro dias, enquanto o desembarque de atum com destino ao entreposto de Ponta Delgada apenas pode ser efetuado até um máximo de duas toneladas por embarcação e por descarga.

Foi igualmente determinado que será atribuída uma compensação, a pagar no final da safra, às embarcações que tenham que se deslocar à Madalena do Pico e São Jorge para descarga, de acordo com o número de milhas que serão obrigados a percorrer.

Para consulta da Nota Informativa da Diretora Regional das Pescas sobre este assunto, clique aqui.

Fonte: Governo dos Açores

26 de july por Lotaçor