Notícias

DIA INTERNACIONAL DA MULHER – MENSAGEM DA PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Gostaria de assinalar hoje o Dia Internacional da Mulher.

A LOTAÇOR é uma empresa com quase 40 anos de vida, constituída ao longo destes anos por muitos homens e poucas mulheres, representando estas, atualmente, apesar do crescimento dos últimos anos, apenas 15% do total dos seus ativos.

As 28 mulheres da LOTAÇOR circunscrevem-se, na quase totalidade, aos serviços que se concentram na sede da empresa, em Ponta Delgada.

Lamentavelmente, esta percentagem, no caso das operações das lotas, entrepostos, máquinas de gelo, portos de pesca, manutenção de equipamentos, torna-se quase residual. Por outro lado, são mais animadoras as análises das posições remuneratórias das mulheres da empresa, reflexo das qualificações académicas e das categorias profissionais que ocupam.

Fazendo um pequeno historial do movimento laboral feminino na empresa, gostaria de salientar, a trabalhadora mais antiga, Floripa Leonardo, que já se encontrava aposentada em 1995, quando cheguei à empresa, e que desempenhou as funções de Chefe de Serviços da Delegação de Angra do Heroísmo, Ilha Terceira. Atualmente, com 94 anos, esta trabalhadora foi integrada na LOTAÇOR pela extinção do Serviço de Lotas e Vendagens dos Açores, instituto público que antecedeu a LOTAÇOR. Esta trabalhadora, começou a trabalhar em 1954, na Junta Central das Casas dos Pescadores - Serviço de Lotas e Vendagens, numa altura em que não era frequente uma mulher trabalhar fora de casa.

Ilda Costa, foi a segunda mulher a transitar desta instituição, tendo assumido funções na área da Contabilidade, na Delegação de Angra do Heroísmo, passando a chefiar a referida Delegação, a partir do início dos anos 90 e até à sua extinção, em finais de 2007.

Outras mulheres no final dos anos 70, acrescentaram o quadro do Serviço de Lotas e Vendagens dos Açores, tendo sido integradas em 1981 na LOTAÇOR, desempenhando funções na área administrativa, nomeadamente, a Maria da Conceição Melo e a Ana Maria Silva, atualmente, Chefe de Serviços do Gabinete de Investimentos, na sede, em Ponta Delgada e Oficial Administrativa Principal dos Serviços Administrativos da Horta, respetivamente.

Poucos anos mais tarde, nos anos 80, foi a vez das trabalhadoras, Graça Bastos e Maria de Jesus Silva, integrarem os quadros dos serviços da nossa sede, em Ponta Delgada, sendo a primeira, responsável pelo setor de apoio ao pescador e, a segunda, a responsável pelos recursos humanos da empresa, tendo sido, por muitos anos, a Delegada Sindical. Ambas aposentadas.

Não me posso esquecer, da Maria Luísa Bertoldo e da Iria Medeiros, trabalhadoras de limpeza dos escritórios da Sede e Delegação de Angra, respetivamente, que, inicialmente com vínculo precário de mulher-a-dias, lutaram até conseguir um lugar no quadro da empresa.

A nomeação da primeira Encarregada de Lota, constituiu sem dúvida um marco histórico na nossa empresa, quase 25 anos depois da sua constituição, quando a Florentina, Susana Vaz, assumiu o leme da maior lota dos Açores, a de Ponta Delgada.  Outras mulheres se seguiram no seu posto, estando atualmente, o mesmo entregue à Catarina Vieira.

A área do controlo e certificação alimentar da empresa foi desde o início desempenhado exclusivamente por mulheres, as médicas veterinárias, Rita Cordeiro, à qual posteriormente se juntou Ana Bastos.

Também nas lotas de Rabo de Peixe e Horta, a Vera Silva e a Maria José Amaral, respetivamente, têm um papel essencial na coesão e desenvolvimento da equipa a que pertencem, tendo a primeira sido eleita, em junho de 2020, Delegada Sindical da ilha de São Miguel.

Em nome da LOTAÇOR e por ser hoje o DIA DA MULHER, gostaria de deixar uma palavra de apreço a todas as outras mulheres que não indiquei, que passaram ou continuam a estar na empresa "Todos os dias a contribuir para valorizar mais o pescado dos Açores.”!

Presidente do CA

Catarina de Lacerda Martins

8 de march por Lotaçor