Notícias

VASCO CORDEIRO VISITA LOTA DE PONTA DELGADA NO ÂMBITO DO ACOMPANHAMENTO DA FASE QUE JÁ SE INICIOU DE “PREPARAR O FUTURO” DA REGIÃO

O Presidente do Governo iniciou o dia na Lota de Ponta Delgada, uma visita que se destinou a enaltecer o trabalho do setor das Pescas nos últimos meses, mas também a “preparar o futuro” da Região, no âmbito da retoma progressiva que já está a decorrer nas várias ilhas.

“Temos de olhar para o futuro naquilo que tem a ver com o reforço da competitividade do setor das Pescas, num contexto de uma retoma progressiva dos principais mercados que eram abastecidos por este setor”, afirmou Vasco Cordeiro.

No âmbito deste regresso à normalidade, o Presidente do Governo tem já agendadas para a próxima semana uma série de iniciativas, que arrancam segunda-feira com uma reunião com os representantes das várias áreas do setor hoteleiro e da restauração.

No dia seguinte, terça-feira, Vasco Cordeiro vai reunir com os Conselhos de Administração das Unidades de Saúde de Ilha e dos três hospitais dos Açores, enquanto que, para quarta-feira, está agendada uma reunião com a Câmara do Comércio e Indústria dos Açores e com a AICOPA.

Na quinta-feira, o dia está reservado para receber os dirigentes da UGT/Açores e da CGTP/Açores.

Após ter assistido à venda do pescado, o Presidente do Governo afirmou que esta visita à Lota de Ponta Delgada constituiu uma “forma de reconhecer e enaltecer o trabalho que o setor da pesca desenvolveu durante esta fase mais tensa, uma vez que nunca parou e continuou a ser um elo essencial para o abastecimento do mercado regional e não só”.

Em declarações aos jornalistas, Vasco Cordeiro adiantou que, nos últimos meses, o Governo dos Açores teve uma “preocupação muito concreta” com o rendimento dos pescadores, através de medidas de redução das despesas da atividade, mas também de apoio direto ao rendimento dos pescadores.

Nesse sentido, apontou o exemplo da isenção de taxas de lota, de gelo e de entreposto, que ascendeu a cerca de 320 mil euros, assim como o reforço do Fundopesca em cerca de 350 mil euros, que permitiu que fosse pago por duas vezes aos pescadores açorianos.

Além disso, o Governo criou um regime excecional de apoio ao rendimento para os pescadores que não podem beneficiar do Fundopesca, que permitiu também atribuir apoios ao rendimento de quase 200 mil euros.

“Tivemos, desde o início, uma preocupação muto concreta de atender ao rendimento dos pescadores dentro de uma conjuntura que tem sido particularmente desfavorável”, na sequência da pandemia da COVID-19, assegurou Vasco Cordeiro.

Na ocasião, o Presidente do Governo realçou, por outro lado, o papel essencial que a SATA teve nestes últimos meses ao nível do transporte de carga inter-ilhas e para o exterior da Região, assumindo-se como um “fator fundamental para a exportação de pescado dos Açores”.

“Podemos dizer que a situação, nos Açores, está melhor do que já esteve, estamos a caminhar no bom sentido. O vírus não desapareceu, mas estamos, progressivamente, a dar passos para uma retoma da normalidade possível, tomando todos os cuidados necessários para retomar a nossa vida e, simultaneamente, protegermos a saúde”, concluiu Vasco Cordeiro.

Fonte: GaCS/PC

22 de may por Lotaçor